Matérias Primas para Produtos Têxteis

POLIÉSTER - PES: fibra de polímero, caracteriza-se por sua finura e flexibilidade. Entre suas príncipais propriedades, alta resistência para costura, conservante térmico e excelente resistência à lavagem. 

ALGODÃO - CO: fibra vegetal proveniente das sementes de algodão tendo a resistência como uma de suas principais características. A finura e a maturidade são critérios que determinam a qualidade da fibra, contribuindo para a resistência e aparência do fio. 

ELASTANO - PUE: fibra elastomérica (poliuretano segmentado), se destaca pela imediata recuperação após sua distensão e possui uma resistência tênsil superior o da borracha natural. Misturado com outras fibras, sua flexibilidade proporciona maior conforto nas roupas. 

VISCOSE - CV: comercialmente conhecida como rayon, a fibra é obtida  da celulose regenerada a partir da pasta de madeira ou de linters de algodão. Possui maior absorção de umidade em relação ao algodão, maior alongamento da fibra e menor resistência à tensão. 

MODAL - MD: a fibra é obtida através da celulose das plantas. Maleável, de aspecto macio e brilhante, absorve e elimina a umidade mais depressa do que o algodão, permitindo que a pele respire. Sintéticas. 

POLIAMIDA - PA: também conhecida por nylon, a fibra é obtida através da polimerização de um aminoácido. Leve, de toque macio, é uma das melhores fibras sintéticas na utilização de artigos de vestuário. 

LINHO - CL: fibra vegetal proveniente do caule do linho em sua maior parte formada por celulose. A obtenção do fio requer cuidadoso trabalho de remoção de sementes e folhas: maceração dos caules em água, espadelagem (separação das fibras), penteagem, fiação e tecelagem. Artifíciais. 

LIOCEL: é uma fibra 100% celulósica, produzida a partir da polpa de madeira proveniente de florestas renováveis. Como característica maior é a extrema maciez, além de absorver 130% mais vapor da água que o algodão. 

ACRÍLICO